individualismos…

estou farta desta gente individualista…

quando aprendem a trabalhar com os outros?

(ah..deve dar muito trabalho…e perde-se muito tempo…)

Já há uns anos, no tempo da universidade, tive a oportunidade de fazer um trabalho sobre a colegialidade . Nesse estudo houve a oportunidade para reflectir na atitude dos docentes dos dias de hoje (ou de há uns anos atrás…). O facto é que por mais que se tente promover o trabalho colaborativo… as pessoas até tentam, mas enquanto a atitude não mudar, não há rendimento.

Infelizmente pouco tem mudado, para a maioria das pessoas! que raio de coisa que já nasce enraizada…

Advertisements

4 Responses to “individualismos…”


  1. 1 João Lima November 20, 2007 at 9:16 pm

    Li e lembrei-me de uma máxima…

    “Uma comissão consiste na reunião de pessoas importantes que, sozinhas, não podem fazer nada, mas que juntas decidem que nada pode ser feito.”
    Fred Allen

    No fim… em Educação, cada um, infelizmente, tenta olhar só por si… Professores, alunos… é assim em quase tudo. Infelizmente. E será assim por muito mais gerações… por muito que o mundo mude há sempre a tendência de colocar lá o nomezinho individual para um mérito presente ou futuro… o anonimato e poder de um grupo é coisa temida. Então se juntarmos avaliação à questão… ui! uuuuuiiiiii!!!!

  2. 2 Teresa Batista November 21, 2007 at 4:29 pm

    olá,
    e se a conversa se alongasse…. terias muitas situações para comentar; claro que vai ser sempre assim, Olga e João e, por estes motivos e por outros é que a nossa classe é o que é….
    Até breve

  3. 3 Inês Afonso November 22, 2007 at 10:23 am

    OLá:

    Ao ler este comentário, lembrei-me de uma fábula…

    “Esta é uma história sobre quatro pessoas…

    Todo o Mundo, Alguém, Qualquer Um e Ninguém.
    Havia um grande trabalho a ser feito e Todo Mundo tinha a certeza de que Alguém o faria.
    Qualquer Um poderia tê-lo feito, mas Ninguém o fez, Alguém se zangou porque era um trabalho de Todo Mundo.
    Todo Mundo pensou que Qualquer Um poderia fazê-lo, mas Ninguém imaginou que Todo Mundo deixasse de fazê-lo.
    Ao final, Todo Mundo culpou Alguém quando Ninguém fez o que Qualquer Um poderia ter feito…” (Fábula da preguiça)

    Cumprimentos, Inês

  4. 4 Vânia Coutinho November 22, 2007 at 4:28 pm

    João, não conhecia essa máxima e adorei-a!
    No entanto, penso que não é só na Educação que “o umbigo próprio” quer ser destacado… e é aqui que eu acredito que está o problema. A sociedade (que somos todos nós) tendem, ainda que inadvertidamente (em muitos casos, duvido, mas…), a puxar a lenha para a sua fogueira.
    Por outro lado, quando num grupo há uma pessoa que tem as noções de colaboração e cooperação bem presentes, mas sente que há colegas desse grupo que não as têm, das duas uma: ou tem uma força estonteante e vai educando, ainda que subtilmente, os demais (o ideal e admirável, a meu ver); ou, então, sente-se impotente e incapaz de mudar mentalidades que, normalmente, parecem delineadas com um traço bastante carregado… acaba, também ela, por se deixar levar… pelo menos naquele momento. Este é um dos lados negros que a influência que cada ser humano tem na vida de todos os outros.

    Eu acredito que um dia, mesmo que lá longe, esta tendência seja realmente invertida e Todo Mundo congratule Todo Mundo quando Todo Mundo fez o que Todo o Mundo podia ter feito… e fez!… Num belo gesto Humano de partilha, cooperação, companheirismo, honestidade e verdadeiro profissionalismo.

    Beijinhos!


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s




parte do meu mundo

del.icio.us


%d bloggers like this: