outra vez a saudade…

saudade deste espaço, daqui escrever. mas pouco me ocorre.

ocorrem-me as saudades que tenho dos amigos. de ti, que andas distante, longe, não sei onde. de ti que tás longe, mas que sei como te encontrar, aqui bem perto, à distância de dois segundos. duas suadades diferentes. separadas por distâncias diferentes… mas são saudades.

há distâncias que custam muito. tenho sofrido com elas. mas à proximidades que não nos deixam confortáveis também. afinal, em que ficamos? longe, perto…como estou melhor?!

(e isto são sintomas de quê?!)

Advertisements

7 Responses to “outra vez a saudade…”


  1. 1 João Lima December 10, 2007 at 11:39 pm

    Deixo-te mais um texto que um dia escrevi…

    “Quando era mais novo, escrevia cartas de amor. Daquelas que ficam para contar aos netos. Não me lembro de nenhuma. Lembro-me do início de algumas. As cartas são sempre uma parte de nós. Curioso como o tempo fez apagar as cartas. Escritas à mão. Escritas com uma caneta barata e uma tinta que se desgasta com o tempo. Hoje não. Hoje as canetas são de tinta resistente ao tempo. Mas já ninguém escreve. Nem cartas, nem cartas de amor. Talvez porque o amor seja agora pequenino. Porque deixámos de nos apaixonar. Porque a paixão agora só faz sentido se for socialmente correcta. Sem gritos ou beijos violentos, sem ciúme ou sem desejo. É por isso que as cartas de amor deixaram de existir. Porque hoje há um computador, o telemóvel, as sms. Mas que falta faz a paixão no meio disso tudo. Dizer coisas estúpidas, lamechas, inquietantemente ridículas. Hoje as cartas de amor estão nas entrelinhas de textos. Com a reserva do tempo, da distância, do silêncio. Já ninguém pergunta se o outro gostou das palavras. Já ninguém escreve uma carta de volta. E se a escreve é com uma letra computorizada. Que esquece o carinho da mão no papel. O cheiro da pele que fica. Vou procurar as minhas cartas.”

    Talvez seja isso que precisas… de escrever uma carta!

    Mas há algo melhor. Que cura tudo, esta música:

  2. 2 Vânia Coutinho December 11, 2007 at 3:12 am

    Quando partilharam comigo isto:

    ============

    Não sei o que fazer.
    Tenho medo de perder,
    tenho medo de sofrer,
    mas sofro na mesma.
    Quanto mais sofro, mais me
    convenço que vou perder.

    Não sei o que fazer.
    Se me afastar perco,
    se me aproximar posso perder,
    se continuar, sofro.

    Uma coisa sei.
    Quanto menos penso nisto, melhor fico.
    Quanto menos penso nisto, mais vivo e mais feliz ando.
    Adio o problema, prolongo a dor.
    Por agora, não quero saber de mais nada.

    ==============

    … lembrei-me deste teu post… e eu não podia deixar de te segredar a coincidência… pois não?

    Beijinhos

  3. 3 sweetCharlie December 11, 2007 at 7:18 am

    é assim… as saudades corroem… mas também confortam!
    para a semana lá estarei eu para beijocar a cacao!!
    já falta pouco!
    charlie

  4. 4 marciorrsantos December 11, 2007 at 1:33 pm

    Como diria Henrique Maximiliano, romancista Brasileiro do séc XIX…

    “…a casa da saudade chama-se memória: é uma cabana pequenina a um canto do coração…”

  5. 5 sophia December 11, 2007 at 10:17 pm

    beijinho gorducho para te animar um bocadinho.

    quando o charlie cá chegar, vamos juntos beber um cházinho, ou si«umito, ou at+e mesmo comer um belo gedado, boa?

  6. 6 FERNANDA September 5, 2008 at 2:07 am

    eu to amando uma pessoa que nao me dar valor mas e isso mesmo eles axam que o mundo nao da voltas eu amo muito um menino mas so que ele ano me ama…………………………

    EU TE AMO MUUITOOOOOOOOOOO

    PABLO E NANDA

  7. 7 GEIZIANE September 5, 2008 at 2:09 am

    Para iluminar seu caminho,
    para colocar ordem na sua vida,
    para você ter sempre a certeza,
    de que ele está ao seu lado,
    em todos os momentos.

    Em qualquer situação,
    na sua tristeza e na sua alegria.

    E mesmo que você se esqueça dele as vezes,
    ele estará sempre do seu lado,
    lhe ajudando, lhe dando conselhos,
    lhe conduzindo na sua estrada,
    as vezes triste, as vezes alegre.

    Ele sempre vai dar o melhor de si,
    para lhe ajudar, e em troca disso,
    ele só quer que você saiba dele,
    que acredite nele.

    Não precisa saber o nome do seu anjo,
    basta lembrar dele como uma luz,
    a iluminar o seu caminho.

    E você pode ter certeza de que ele é assim,
    uma imensa luz, que não se apaga nunca,
    que não fica fraca,
    que jamais perde sua força e seu brilho.

    Um lindo anjo para você…
    Que você possa contar com ele,
    Sempre….sempre…

    EU TE AMO PARA SEMPRE ANJINHO MEU
    SAUDADE DE UM GRANDE MANINHOOOOOOOOOOOOO


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s




parte do meu mundo

del.icio.us


%d bloggers like this: