pensando bem

dizias que te definia enquanto professor… e talvez seja isso mesmo.

Talvez seja essa esperança que não morre que nos mantém aqui, a cada dia, ainda com um sorriso para dar.

“Se não fosse esta certeza
que nem sei de onde me vem,
não comia, nem bebia,
nem falava com ninguém.
Acocorava-me a um canto,
no mais escuro que houvesse,
punha os joelhos á boca
e viesse o que viesse.
Não fossem os olhos grandes
do ingénuo adolescente,
a chuva das penas brancas
a cair impertinente,
aquele incógnito rosto,
pintado em tons de aguarela,
que sonha no frio encosto
da vidraça da janela,
não fosse a imensa piedade
dos homens que não cresceram,
que ouviram, viram, ouviram,
viram, e não perceberam,
essas máscaras selectas,
antologia do espanto,
flores sem caule, flutuando
no pranto do desencanto,
se não fosse a fome e a sede
dessa humanidade exangue,
roía as unhas e os dedos
até os fazer em sangue.”

Dez réis de esperança, António Gedeão

 

Advertisements

2 Responses to “pensando bem”


  1. 1 faure April 6, 2008 at 5:55 am

    arriba la poesía carajo!

  2. 2 Ângelo Eduardo Ferreira April 15, 2008 at 5:23 pm

    Vai realizar-se em Aveiro, com a presença do Dr. Rui Marques, líder nacional do Movimento Esperança Portugal (MEP), uma sessão pública de apresentação e esclarecimento para a qual ficam convidados.

    Sexta-feira, 18 de Abril, às 21h00, auditório da Biblioteca Municipal

    Um abraço,

    Ângelo Ferreira


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s




parte do meu mundo

del.icio.us


%d bloggers like this: