Posts Tagged 'amor'

:)

deram-me a conhecer Vinicius…às vezes socorro-me dele.

Consegue, quase sempre, dizer o que eu sinto….

Canção do amor que chegou

Eu não sei, não sei dizer
Mas de repente essa alegria em mim
Alegria de viver
Que alegria de viver
E de ver tanta luz, tanto azul!
Quem jamais poderia supor
Que de um mundo que era tão triste e sem cor
Brotaria essa flor inocente
Chegaria esse amor de repente
E o que era somente um vazio sem fim
Se encheria de cores assim

Coração, põe-te a cantar
Canta o poema da primavera em flor
É o amor, o amor chegou
Chegou enfim

in Poesia completa e prosa: “Cancioneiro”

já tinha saudades tuas..há muito tempo

da tua alegria contagiante, das tuas brincadeiras de criança, do teu espírito de festa, das tuas careta (quando as petas mais novas ralhavam contigo).

já tinha saudades há muito tempo..não é de agora. desde que ficaste presa naquela cama…parece que deixaste de ser minha avó Peta. não eras a mesma. não não eras. debilitada, sem forças, sem sorriso, sem brilho nos olhos. o coração estava lá..mas não se conseguia manifestar. faltava-lhe as forças.

mas isso agora não interessa nada.

Tal como o teu nome,Perpétua, O que fica é a tua boca sem dentes, o teu totó impecavelmente cuidado…(dispenso o cheiro ao restaurador Olex..sabes que detestava isso!),o vaidosismo na escolha da blusa mais brilhante, o quanto passaste a gostar dos meus cafés fraquinhos depois do almoço, os teus abraços..enquanto me chamavas de menina, a tua indepêndencia do papel de dona de casa…

Foste uma avó e tanto. Só me conseguia rir com os disparates que dizias…as malandrices que deixavas cair de vez em quando…

sei que vou continuar a ter saudades. mas vou-te recordar sempre com muita alegria!

avo-peta2.jpg

A minha avó Peta (sim,  porque sempre foste mais minha que dos outros todos!).

Um grande beijo para ti!


parte do meu mundo

évora 2009 (19)

More Photos

del.icio.us