Archive for the 'pessoal' Category

:)

deram-me a conhecer Vinicius…às vezes socorro-me dele.

Consegue, quase sempre, dizer o que eu sinto….

Canção do amor que chegou

Eu não sei, não sei dizer
Mas de repente essa alegria em mim
Alegria de viver
Que alegria de viver
E de ver tanta luz, tanto azul!
Quem jamais poderia supor
Que de um mundo que era tão triste e sem cor
Brotaria essa flor inocente
Chegaria esse amor de repente
E o que era somente um vazio sem fim
Se encheria de cores assim

Coração, põe-te a cantar
Canta o poema da primavera em flor
É o amor, o amor chegou
Chegou enfim

in Poesia completa e prosa: “Cancioneiro”

voltei

embora mais preguiçosa que o habitual, cá estou.

Dou-me conta das coisas que me têm passado ao lado. No Second Life, muitas. Uma data de inaugurações (como da ilha da PT), e actividades, como a feira de emprego na ilha da UA.  O tempo não tem dado para tudo 😦

Não tem passado ao lado o trabalho…Tenho-me envolvido demais com a escola, dado muita atenção às tarefas que tenho de ver cumpridas. Até agora vão correndo bem. Pelo menos essa satisfação…a de um empenho que de alguma forma é recompensado (é bom perceber que as coisas onde metemos a mão correram bem).

Aqui na Real Life mais antiga…os meus “amigos”. Parece que esses, infelizmente, também vão passando ao lado.

A vida muda, os interesses divergem, as conversas vão sendo cada vez menos interessantes e sem grande sentido. Culpa minha também…mas é a vida. Ela é assim mesmo. Preservam-se ligações…que parece não passar disso, meras ligações.

Por vezes sinto-me uma perfeita estranha, no meio de tantos conhecidos. Vivo num mundo cada vez mais distante do deles.

Sinto-me bem no meio de pessoas novas, conhecidas há pouco tempo, mas que já me conhecem tanto.

🙂

hoje é para mim

😀

Obrigada a todos que não se esqueceram de mim!

tenho tanta coisa importante para fazer

e não me apetece.

entre abre doc fecha doc, muda de pasta e pesquisa no google…descobri que já estou há cerca de 2 horas a olhar para o monitor sem fazer nada de verdadeiramente útil.

Como é possível?

Já nao bastavam as dores de cabeça e de garganta, para condizer com as chatices do dia…ainda tinha de vir esta falta de concentração…

Há dias assim, eu sei, mas hoje estou particularmente irritada. Chateada…com o mundo, comigo. Sim, eu sei que isto passa.

Mas porque é que as coisas têm de ser assim?

(a culpa deve ser deles, andaram a mexer na minha lua)

http://www.vladstudio.com/wallpaper/?618

(pronto..apeteceu-me falar cmg mesma… já me estava a desabituar..e faz-me falta. equilibra!)

e hoje

ou melhor também ontem, foi o dia do pai soprar as velas 🙂

Parabéns!

2007

está mesmo a terminar…

Este foi um ano de grandes aprendizagens para mim. Quer ao nível profissional e académico, como de relações humanas.

O ano fica marcado pelo último beijo à minha Peta, mas também pelas pessoas novas que entraram na minha vida. na minha vida e no meu coração.

Fica marcado pelas oportunidades que tive a nível profissional, quer na Universidade (onde conheci pessoas fantásticas!), quer como professora dos meus pequenos graúdos, que me vão fazendo sorrir.

Fica marcado também pela mudança de ares. pelo contacto com um meio mais “podre” onde aqueles que têm a dança no corpo só precisam de uns minutos de atenção, para serem uns meninos tão mais felizes.

Fica marcado pelos desafios. Têm-me desafiado…tenho aceite…e está a correr bem. (menos o kizomba…ainda não sei dançar!)

Fica marcado por um medo que dizem que tenho. mas…2008 está ai.

e em 2008….

vou ter de dar conta dos desafios. o maior…escrever um livro. uma tal de tese.

os desafios profissionais. compromissos que me agradam e que vou ter de agarrar de frente. perder o medo. (2008…não pode ter tantos medos).

os desafios pessoais. a minha família. os meus amigos. a minha vida.

Desejo que 2008 seja um ano rico em sucessos para todos nós. E vai ser. 😀

identidades…

olga_ocacao_sofia.jpg

estranha esta conversa, para o dia de hoje, em que dveria estar a desejar a todos um ano cheio de sucessos…mas hoje calhou em conversa a questão das identidades. já há algum tempo que conheço uma apresentação que acho muito interessante, sobre o tema da identidade 2.0. pode ser vista aqui.

uma das questões centrais…é ..quem sou eu no mundo online?

será que sou a olga, a ocacao, olgacacao, ocacaovieria…e como é  a minha representação? Será a mesma do BI, da carta de condução, da minha avatarazinha ocacao?!

sobre estas questões..já tinha reflectido, como disse, há tempos.

não só sobre quem sou eu no mundo online, mas quem sou eu, como me tratam os meus amigos, que nome me chamam…

hoje reflecti sobre outra coisa…que me assustou até… então não é que eu tenho uma identidade 2.0 há quase 27 anos!? então não é que agora tenho uma “tripla” representação?!

se hoje eu vou na rua e posso encontrar amigos a chamar-me Olga, e outros Ocacao (sim..há quem me chame ocacao!), tenho-em esquecido dos que me chamam Sofia. e são tantos os que me tratam assim…e eu que me me conheço como Sofia há tanto mais tempo do que como Olga…

identidades. acho que não são identidades. são nomes…apenas nomes…a identidade, continua a ser uma e só uma. a unica que tenho. 😀


parte do meu mundo

évora 2009 (19)

More Photos

del.icio.us